c2games, fato, informativo, lol, opinião, polemico

5 motivos pelos quais Diablo 3 desaponta

E quase um ano sem posts… Cá estou eu, para reacender a chama blogueira da velha c2games!

Sem maiores delongas, se você é minimamente informado sobre jogos, deve ter ouvido falar de Diablo 3. Um dos jogos que nutriu a maior expectativa de lançamento nos últimos tempos, não deixa de ser um bom jogo. Mas é evidente que ele poderia ser muito melhor e possui aspectos realmente frustrantes. E o objetivo desse post é exatamente esse, justificar porque Diablo 3 não correspondeu a 100% das expectativas geradas.

E na posição 5 desse post…

Continue lendo

c2games

Casparovius II e a Paçoca Pós-Apocalíptica – Capítulo 2

Capítulo 2 – O paçoqueiro.
Julho de 1994, final da Copa do mundo nos Estados Unidos. Seu Joca, após comemorar a vitória brasileira está caindo de bêbado pelos cantos da cidade de Salvador.
Na esquina da rua na qual se encontra, seu Joca percebe uma mulher muito bonita e aparentando quase tão bêbada quanto ele. Joca, que era um mulherengo, apesar de seus 42 anos resolve aproveitar essa chance. Após uma noite de bobiça bêbada, ele escapa da casa da mulher assim que ela pega no sono. Joca espera, assim, nunca mais se deparar com aquela mulher, que não parece tão bonita depois de sóbrio. Se ele tivesse que rotulá-la, chamaria de cruzamento de Edinanci com Tiririca.
Mas Joca veria Tirinanci muito em breve, afinal, em seu ventre germinava uma nova vida.
Meses depois, Joca recebe a notícia: Tirinanci estava grávida de seu filho, Genivaldo. Sabendo disso, Joca diz a Tirinanci que vai avisar sua família  sobre a notícia e sai porta afora. Nunca mais se ouviu uma notícia sobre Joca. Tirinanci resolve criar seu filho sozinha e a única coisa que seu filho saberia sobre seu pai era qual foi a profissão dele.
Anos depois, Genivaldo resolve procurar seu pai, mas a única coisa que sabe dele é que era um paçoqueiro. Tentando um dia encontrar seu pai, Genivaldo se torna também um paçoqueiro. Mal sabia ele que sua profissão seria em breve extinta por seus próprios atos.

c2games

Casparovius II e a Paçoca Pós-Apocalíptica

Hoje é um dia histórico. O dia que ficará conhecido na história como “25 de setembro de 2009”, mas sempre iremos lembrá-lo como o dia em que nasceu o primeiro jogo que quebrará o recorde de venda da Bíblia. O jogo chamado “Casparovius II e a Paçoca Pós-Apocalíptica”. Hoje será postado o primeiro capítulo do script do jogo.

Capa do jogo
Capa do jogo

Capítulo 1 – O mundo pós-apocalíptico

Em 2054, 2 anos após a grande guerra apocalíptica que devastou o nosso mundo, outrora conhecido por Terra, o mundo é dividido em dois grandes pólos. Um pólo, chamado pólo aquático, brinks… Technos, no qual se refugiaram as pessoas que tiveram a preferência de utilizar a tecnologia para auxiliar nas dificuldades diárias. O outro, Arcanum, é o pólo que abriga as pessoas que repudiam a tecnologia e a confiança que as pessoas têm em máquinas. Nesse pólo o conhecimento das pessoas se concentrou nas forças elementais da natureza, tornando-os capazes de interagir com ela, através de magias. Esse mundo, chamado agora por Chronos Crepare, baseia-se no frágil acordo de não violência entre esses dois pólos. Um acordo prestes a se romper graças a uma simples pessoa: o paçoqueiro.

NEXT CHAPTER

YOU

WILL

EAT

PAÇOCA

O Paçoqueiro
O Paçoqueiro
c2games

O julgamento de Daniel Madeira

Esse post tem o objetivo de apresentar fatos e decidir sobre a possibilidade de extensão de prazo para Daniel Madeira, vulgo madeirac2, que ainda não postou porra coisa nenhuma aqui na C2. Tendo em vista o caráter intransferivelmente (by @SaraSalomao) profissional da C2 Games (ou C2 Entretenenem, para os íntimos), um ramo entretenedor da C2 Softwares, é necessária uma postura firme e determinada sobre a conduta deste rapaz que tantos problemas nos tem causado ultimamente.

A acusação gostaria de chamar a testemunha marcoc2:

– Senhor marcoc2, você gostaria de nos dizer qual a contribuição de madeirac2 até o presente momento?
– O sócio madeirac2 não contribuiu com nada até agora. Se resumiu a fazer comentários ofensivos, revoltados e buscando a discórdia nos posts arduamente elaborados por nossos colegas de trabalho.
– Como você definiria a postura do réu dentro da empresa?
– Inadequada, infantil e intransferivelmente irreparável.
– Obrigado, marcoc2

A defesa não está presente, pois sabe que o réu é culpado. Sendo assim, a acusação chama a próxima testemunha. tassioc2, pode entrar:

– Estagiário tassioc2,  ao adentrar nesta empresa, o que mais lhe chamou a atenção?
– A perfectibilidade e o compromisso desta empresa tão séria, que tanto contribui…
– Senhor tassioc2, isto não é uma entrevista de emprego. Não precisa puxar saco da C2 nem ter medo de retaliações, o que mais lhe chamou a atenção?
– Bom, acho que a ausência do senhor madeirac2. Não o vi em lugar algum aqui, exceto em brigas difamatórias em alguns comentários.
– Como o senhor classificaria o comportamento do réu?
– Inadequado, infantil e intransferivelmente irreparável.

O Conselho dos Dois (C2), composto por mim, antimousec2, e marcoc2, com os poderes jurídicos a ele conferidos, declara culpado o réu, sem direito a apelação. O senhor madeirac2 deverá ser imediatamente destituído do cargo de sócio majoritário da C2, através de um processo legal de quebra de contrato conhecido como “Tá fora da C2”, cargo a este a ser preenchido por um futuro membro a ser escolhido. Caso o senhor madeirac2 pague a fiança, estipulada em 10 posts no período de um mês, o caso será reaberto e reavaliado, porém, ele deverá ser admitido na empresa como trabalhador voluntário, subordinado aos estagiários ingressantes. Para que a fiança tenha validade, cada post realizado pelo réu deverá ser previamente aprovado por este conselho deliberativo.

Agradecemos a atenção de todos. Fica, assim, encerrada a sessão.

Boa noite!
Boa noite!

Agora votem na enquete na página principal kkkk

Twitter: @antimouse
Blog pessoal: AntiBlog