Comparação Gráfica: PSP vs PPSSPP

  • Resolução nativa do PSP (400 x 272)
  • Resolução do PPSSPP: 8x (3840 x 2176), FXAA e texturas no modo híbrido (xBR + interpolação cúbica)

GODS_PSP.gif

MMPU_PSP.gif

KH.gif

SH.gif

DISSIDIA.gif

MMMH.gif

MMMH2.gif

GT_PSP.gif

Todos Os Vídeos De Artigos do Siggraph 2015

Computational Illumination

Homogeneous Codes for Energy-Efficient Illumination and Imaging

Doppler Time-of-Flight Imaging

Geometry Field Trip

Stripe Patterns on Surfaces

Modeling, Controlling & Suturing Humans

Computational Bodybuilding: Anatomically-based Modeling of Human Bodies

Biomechanical Simulation and Control of Hands and Tendinous Systems

Realistic Biomechanical Simulation and Control of Human Swimming

Continue lendo ‘Todos Os Vídeos De Artigos do Siggraph 2015’

O Atual Estado dos Emuladores de Consoles

Nas últimas semanas estive testando as versões mais recentes dos emuladores de consoles da era 32-bit pra frente e achei que valia relatar o que vi nos testes. Incluí link pra download baseando em releases de Windows, mas a maioria possui build para Linux também. Caso queira ver as imagens do post no tamanho original é só abrir em outra aba com o botão direito.

Playstation: ePSXe 2.0.0

Emuladores de Playstation sempre funcionaram eficientemente. A novidade aqui (pra mim) é que existe disponível na internet uma grande variedade de shaders de pós-processamento para o plugin gráfico padrão.

Outra característica interessante do ePSXe e de outros emuladores de Playstation é que se o usuário não está satisfeito com o plugin gráfico padrão pode escolher entre vários plugins gráficos disponíveis, ao alcance de algumas pesquisas no Google.

epsxe_plugins

Algumas opções de plugins testadas

O ePSXe consegue melhorar bastante o gráfico dos jogos 3D de PSX que foram criados para rodar numa resolução de até 480p. Porém, apesar de tudo ficar mais polido, os polígonos parecem ficar dançando na tela, como se a posição dos vértices variasse a cada quadro. Talvez alguma configuração ajuste isso.

x6_compbfr_comp

Download: http://www.epsxe.com/download.php

Playstation 2: PCSX2 1.5

O mais famoso emulador de Playstation 2 continua evoluindo regularmente. Permitindo a resolução interna de até 4096 x 4096 o PCSX2 consegue deixar os jogos 3D muito mais polidos que no hardware original. O quanto sua máquina consegue escalar além da resolução nativa depende do hardware.

Por melhor que o PCSX2 esteja, ainda é difícil rodar alguns jogos. Nos meus testes Tekken 5 e Gran Turismo 3 não passavam de 70% de performance. Acredito que seja minha CPU que já não é tão recente e é AMD (os emuladores atuais costumam fazer extenso uso de instruções SSE3 e SS4 além de AVX, que rodam somente ou melhor em CPUs da Intel).

O PCSX2 não possui uma boa variedade de shaders para jogos 2D (pelo menos não achei), porém na maioria das vezes eles não são muito úteis já que nessa geração já não existia tantos jogos em pixel art.

katamari_comp

Download: Lista de builds automáticos do PCSX2:  http://buildbot.orphis.net/pcsx2/

PSP: PPSSPP 1.2.1

O PPSSPP me surpreendeu pelo estado avançado e performance. O emulador também escala muito bem a resolução fazendo com que os jogos nem fiquem parecendo como se fossem de portáteis. Um ponto positivo são os shaders que já vem embutidos (incluindo 5xBR) e você não precisa ficar garimpando pelos fóruns da vida.

mgacid_comp

Download: Lista de builds automáticos do PPSSPP:  http://buildbot.orphis.net/ppsspp/

Wii / GameCube: Dolphin 4.0

O Dolphin talvez seja o emulador que mais avançou desde quando começou a emular o GameCube. Na semana passada já se conseguia um build (não estável) da versão 4.0 que usava DirectX 12 para o plugin gráfico e os ganhos de performance foram bastante consideráveis (Dolphin 4.0-8933).

Citando um exemplo meu, tentei a pouco tempo atrás rodar o Metal Gear Solid: Twin Snakes no Dolphin (4.0 mesmo) e o jogo ficava lento (uns 70% da performance). Logo depois saiu esse build com DirectX 12 e o jogo ficou 100%.

Vale comentar que o Dolphin também faz milagres quando a resolução interna é maior que a nativa. Incluindo melhoria nas texturas com filtro anisotrópico.

CbUB9piWcAAyfAR

Download: Lista de builds recentes: https://dolphin-emu.org/download/

Dreamcast: nullDC 1.0.4

O nullDC está parado no tempo desde 2011, mas ele entrou nessa lista pois não testava o emulador desde 0 0.9.9. Aparentemente a equipe abandonou o projeto e começou um emulador de Dreamcast para Android chamado Reicast (muitas equipes tem feito isso pra ganhar dinheiro vendendo na PlayStore, como o ePSXe).

Surpreendentemente tudo que testei funcionou bem. o nullDC não possui muitas opções de configuração, mas a única coisa que realmente me incomodava era o aliasing que consegui resolver forçando o AA através do Painel de Controle da NVIDIA.

thps2_comp

Download: nullDC possui um GitHub oficial, mas não um site oficial. Indico baixar no emulator-zone: http://www.emulator-zone.com/doc.php/dreamcast/nulldc.

Xbox 360: Xenia

A partir daqui a gente entra numa leva de emuladores que eu não conhecia e sequer posso testar. O Xenia é o primeiro emulador funcional de Xbox 360 e possui uma lista de compatibilidade extensa o suficiente para fazer o projeto ser promissor. No Youtube já é possível ver vários videos com testes.

Download: Ele pode ser baixado na página de releases do projeto no Github https://github.com/benvanik/xenia/releases (os releases não são tão regulares, versões mais novas só compilando ou procurando builds na internet)

PS3: RCPS3

O RCPS3 surpreendeu muita gente ao conseguir rodar jogos comerciais de PS3, plataforma era muitas vezes considerada como impossível de emular devido a complexidade da arquitetura do processador Cell. Por enquanto roda jogos leves a maioria 2D. O emulador usa DirectX 12 e já iniciou uma implementação de Vulkan.

Download: Releases oficiais: http://rpcs3.net/category/downloads/ ou builds automáticos (não oficiais): http://www.emunewz.net/forum/forumdisplay.php?fid=199

Wii U: CEMU

Ainda bem que os consoles da Nintendo são sempre “fáceis” de emular e o CEMU já roda jogos como Mario Kart 8 e mostra ser outro emulador bastante promissor.

Download: http://cemu.info/index.html#download

Nintendo 3DS: Citra

O emulador de 3DS já roda jogos comerciais e tem recebido bastante atenção dos desenvolvedores. O site oficial é bem completo com novas informações sobre o projeto: https://citra-emu.org/.

Download: https://citra-emu.org/page/download

Por que os jogos de antigamente eram melhores?

Sou acusado pelas pessoas de ser retrógrado. Alguém que não gosta dos jogos atuais. Eu preferia aquela época em que o grau de diversão do jogo era medido por bits.

-MÃE, COMPRA ESSE VIDEOGAME PRA MIM.

-Você já tem um Nintendo, meu filho.

-Só que esse tem 64 bits, mãe! O outro é 16.

-O que são bits?

-Er…

quico

Apesar disso, é fato. Os jogos antigos são muito superiores aos atuais. Para ilustrar como eu me sinto, imagine que estou conversando com um jogo que acabei de baixar pro celular.

Sim, eu sei que pessoas normais não conversam com softwares de entretenimento (chupa, Robô Ed!). mas imagine isso para entender meu raciocínio.

-Oi, jogo!

-Olá, Lucas. Você quer me jogar?

-Sim, eu quero jogar você.

-Ótimo, pode começar.

-Beleza, quero ir logo pra primeira fase.

-Ótimo! Para jogar a primeira frase, é preciso pagar $0.99.

-Ahn… Eu pensava que esse fosse um jogo “free to play”.

-Ele é.

-Mas você está dizendo que eu preciso pagar.

-Você só paga se quiser.

-Mas eu preciso pagar pra jogar a primeira fase, não é?

-Isso. Mas só se você quiser.

-Ahn… tá, não quero discutir. Toma! Agora deixe-me jogar.

-Divirta-se com a primeira fase…😀

-Estou tentando, só que está muito difícil. Não pode facilitar pra mim?

-Quer uma ajuda? Toma essa armadura overpower com espada megalomaníaca!

-UAU! Agora nos entendemos, isso está bem divertido… ué. Já acabou? Cadê a armadura e a espada?

-Quer comprar ela? Custa só $4.99!

-Ahn… Você não pode simplesmente devolver ela pra mim?

-Claro. Pague $4.99 e você pode continuar usando ela. Para sempre!

-Prefiro continuar do jeito que estava…

-Claro. É você quem manda!

-Ué… e agora? Parou por quê?

-Acabou a energia do seu personagem.

-Como assim, acabou a energia?

-Ele precisa descansar. Aguarde a energia dele recarregar.

-Quanto tempo isso leva?

-Pra recarregar a barra de energia toda? Umas 8 horas.

-Tudo isso?

-Você quer recarregar automaticamente a barra de energia? Pra isso, basta você utilizar um ítem chamado xícara de café.

-Xícara de café? Onde eu arrumo isso?

-Custa $0.99. Recarga completa!

-Argh! De novo isso?

-Aproveite nosso pack promocional. Por apenas $14.99, compre 20 copos de café.  Você ganha 5 recargas grátis!

-Eu realmente preciso pagar pra continuar jogando? Desisto!

-Calma! Posso te dar uma recarga grátis.

-Melhorou.

-Mas pra isso…

-PRA ISSO O QUÊ? QUANTO CUSTA? NÃO VOU PAGAR NADA!

-Calma… Te dou uma recarga grátis. Com uma condição.

-Qual?

-Compartilhe no Facebook que você está jogando esse jogo.

-Aff… Tá bom. Pelo menos não precisei pagar nada.

-Pobre…

-Ué, estava jogando e parou de novo? O que houve dessa vez?

-Então…

-ENTÃO NADA! EU QUERO JOGAR ESSE JOGO! NÃO VOU PAGAR NADA.

-Calma, não é preciso pagar nada.

-Ainda bem.

-Foi só um bug do jogo.

-Como assim, um bug? Eu paguei pra jogar e esse jogo está com defeito?

-Acontece.

-Como assim acontece?

-É preciso esperar.

-Esperar o quê? Eu não tenho mais nenhuma xícara de café.

-Não é isso. Esse jogo não é compatível pro seu celular. É preciso esperar um update.

-Você me faz pagar por um jogo que é incompatível pro meu celular?

-Podia ser pior, tem pessoas que pagam por jogos que sequer estão prontos. E que talvez nunca fiquem. E ainda deram nome chique pra isso: crowdfunding.

Concluindo: prefiro mais os jogos antigos mesmo. Confiável era meu SNES que pedia pra eu escrever um password, e não o número do cartão de crédito…

5 modificações de jogos mais bizarras feitas pela Tec Toy

Tec Toy e Master System, uma parceria lendária que marcou várias infâncias. Quem não se lembra das versões de “Mônica no Castelo do Dragão” ou “Turma da Mônica em: O Resgate”?

Tudo bem que era bizarro ver a Mônica interagir apenas com monstros bizarros e enfrentando um dragão cospe fogo do Capitão Feio (desde quando ele treina dragões afinal?). E desde quando um inimigo é derrotado quando você adivinha seu sanduíche favorito? E o vilão do jogo, Capitão Feio, que nunca aparecia no jogo?

sanduiche_bauru

Renda-se, Duque Armadura!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eu nunca entendia a relação desse jogo com o universo da Turma da Mônica, pois tinha pouca coisa a ver (na verdade nada mesmo). O jogo original, chamado “Wonderboy in Monster Land” tinha um personagem com pouquíssimo ou nenhum apelo ao público brasileiro. Numa época sem internet e com as locadoras de video-game no auge, muitas vezes a única informação que existia para comprar um jogo era o apelo da capa. Como vender então os jogos desse personagem sem qualquer graça ou carisma?

Você compraria isso daqui só pela capa?

Você compraria isso daqui só pela capa?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acabou sendo uma jogada de mestre da Tec Toy, empresa responsável pelas vendas de Master System e Mega Drive no Brasil, obter uma licença para lançar jogos de personagens super populares, como a Turma da Mônica.

Mas nem tudo são flores. A Tec Toy acabou exagerando um pouco nessa estratégia e lançando jogos muito bizarros, colocando personagens em contextos sem qualquer nexo e criando verdadeiros fracassos. Nesse post enumero alguns deles.

5. Sapo Xulé

Quem foi criança no Brasil durante os anos 90 certamente já ouviu falar do Sapo Xulé. É um personagem baseado na música do cancioneiro popular “o sapo não lava o pé”. Se não me engano ele começou com um brinquedo da Estrela que tinha um pé fedido, mas que se estendeu para desenhos animados na TV, filmes e jogos para o Master System!

Um sapo que luta Kung Fu? E se ele luta Kung Fu porque ele está usando um quimono de Karatê?

E se você pega um “jogo de navinha” e pede pra um ecochato modificar pro Sapo Xulé temos… Um sapo que não lava o pé mas que odeia uma lagoa poluída com fósforos que explodem debaixo d’água( ?) e tesouras.

4. Castelo Rá-Tim-Bum

Acho que é o único jogo da lista que não é uma modificação. Isso explica o cenário horrível. Não adianta Tec Toy, não é uma boa ideia usar o Paintbrush pros gráficos de um jogo.

3. Chapolim vs Drácula

Cometer erros ao desenvolver um jogo acontece, mas errar o nome do personagem? Pobre Chapolin. E com tantos vilões, por que botaram o pobre coitado pra enfrentar o Drácula? Tudo bem que o Drácula sempre apanhou dos Belmont, mas apanhar pro Chapolin já virou palhaçada. Ao menos ele tem a marreta biônica pra ajudar. Não que faça diferença pois o jogo é extremamente difícil…

2. Geraldinho

Pegaram um jogo que originalmente já era ruinzinho (Teddy Boy), botaram o boneco do Geraldinho terrivelmente mal feito no lugar e o resultado… Algo que mal vale a pena ser comentado. Aliás, por que escolher logo esse personagem pra um jogo de Master System? A Tec Toy faria uma continuação com o Geraldão, por exemplo?

1. Tv Colosso

 Notem que logo na abertura o Gilmar toma uma poção que o deixa super forte e a Priscila anda igual ao Homer Simpson. Aliás, qual a razão da fúria dos dois que de repente começaram a socar tudo pelos ares?

É preciso dar méritos a Tec Toy. Pegar um jogo do Asterix e transformar em TV Colosso é para poucos. Vai ver por isso que o programa original acabou. Era vergonhoso demais continuar existindo depois dessa bizarrice. Mas pelo menos o jogo é bom.

E esse foi mais um post da C2 Games. Vamos encerrá-lo agora com uma notícia urgente de última hora:

http://www.fliperamablog.com/post/1987/zeebo-tem-queda-de-preco-devido-ao-sucesso-das-vendas

5 motivos pelos quais Diablo 3 desaponta

E quase um ano sem posts… Cá estou eu, para reacender a chama blogueira da velha c2games!

Sem maiores delongas, se você é minimamente informado sobre jogos, deve ter ouvido falar de Diablo 3. Um dos jogos que nutriu a maior expectativa de lançamento nos últimos tempos, não deixa de ser um bom jogo. Mas é evidente que ele poderia ser muito melhor e possui aspectos realmente frustrantes. E o objetivo desse post é exatamente esse, justificar porque Diablo 3 não correspondeu a 100% das expectativas geradas.

E na posição 5 desse post…

Continue lendo ‘5 motivos pelos quais Diablo 3 desaponta’

PCSX2 0.9.8 – Agora sim o PS2 no seu PC

Essa versão do PCSX2 (0.9.8) saiu há bastante tempo (abril de 2011), mas, como testei só agora, achei válido ainda falar dela por estar tão boa.

Até uns 3 anos atrás a emulação do PS2 era sofrível por conta do próprio emulador e por conta do hardware da época. Porém desde ano passado o PCSX2 estava funcionando muito bem, rodando muitos jogos a 60fps. Porém essa última versão do PCSX2 está surpreedentemente boa, com alto grau de compatibilidade e melhor performance.

Nos testes que fiz essa semana, todas as sete ISOs rodaram muito bem. Anteriormente (provavelmente na versão 0.9,6) 2 jogos não rodavam, 1 estava repleto de glitchs e outro tinha algumas partes com muito slowdown. O Shadow of the Colossus, porém, continua só rodando bem com Speed Hacks, mas tanto faz…

Não achei imagens comparando, mas tenho a impressão que alguns jogos chegam a ficar melhor no PCSX2. Alguns exemplos rodando no emulador:

SotC no PCSX2

Auto Modelista

Canal oficial no Youtube: http://www.youtube.com/user/PCSX2team

Um tópico bom falando sobre configurações e pode ser bem útil: http://www.neogaf.com/forum/showthread.php?t=427321 (inglês)

Link oficial para download: http://pcsx2.net/downloads.php

Lembrando que você tem que ter a BIOS do PS2 para poder usar o emulador (faça o devido dump da BIOS do seu console, seja um bom exemplo)